10/09/2006

2ª parte

este processo do projeto na verdade levou cerca de três ou quatro dias, onde após todas as pranchas estarem com a arte devidamente coladas, comecei a cortar as madeiras no tico-tico da oficina.

fica aqui meu agradecimento para os funcionários da oficina pela paciência!

saldo: 3 lâminas tortas e algumas peças soltas que tiveram que ser apertadas de tempos em tempos.


a todo vapor! (como nunca havia utilizado o tico-tico - ou qualquer ferramenta da oficina - antes, demorei cerca de 15 minutos para cortar a primeira prancha, e nesse ritmo eu demoraria cerca de 25 horas para cortar todas! mas na quarta prancha já estava cortando em 3 minutos, apesar do contorno não ficar perfeito, o tempo foi reduzido consideravelmente - bem como a durabilidade das lâminas)


desperdício


parcial


cortadas!


close


closes são bonitos né?

97 pranchas cortadas! uma o peba da oficina cortou enquanto me dava bronca ensinando a maneira certa de utilizar a tico-tico, outra minha amiga jana cortou feliz da vida e a última a gabi querendo demonstrar suas habilidades na máquina!
o projeto:

despercepções faz parte do projeto de graduação interdisciplinar do curso de design gráfico no centro universitário belas artes de são paulo. a proposta de intervenção urbana visa um diálogo entre o tema e a proposta gráfica, onde o espaço urbano é o melhor suporte para a aplicação de um projeto de street art no campo de instalações urbanas.

o nome:

o nome despercepções faz uma alusão ao fato das pessoas pouco notarem a vegetação urbana ao seu redor, onde mesmo a preocupação do governo (?) em preservar o meio ambiente não é suficiente para que o cidadão perceba a sua presença e os benefícios que pode proporcionar.

os conceitos:

efêmero, interferente, subversivo, inusitado e invasivo. conceitos ligados aos projetos da street art por natureza, buscando intervir o meio urbano através da expressão artística das ruas, havendo uma relação direta entre ambos onde a arte urbana utiliza a cidade como suporte.

o autor:

linus oura tem 21 anos e atua como designer gráfico. reside na cidade de são paulo e simpatiza com o caos do ambiente urbano que o cerca, servindo de inspiração para seus projetos e viagens.
. contato

street art links:

. artbr
. base-v
. bomit
. stencil revolution
. street stickers
. streetsy
. urban installation
. wooster collective

. choque cultural
. fortes vilaça
. grafiteria

arquivos:

Outubro 2006 Novembro 2006